sábado, 11 de dezembro de 2010

Amantes de Gatos

Toda minha infância fui criada com cachorro, assim sempre foi essa a minha paixão. Não tinha muita afinidade com gatos, até que convivi com um gato persa, todo branquinho, chamado Frederico. Ele era da amiga de minha irmã, que quando viajava deixava na casa de minha mãe. Aí imaginem, foi amor à primeira vista. O gato era lindo, carinhoso, tudo de bom.

Desde a época da caça às bruxas foram criados mitos negativos sobre os gatos (que eram traiçoeiros, falsos, individualistas, não se apegavam às pessoas). Garanto que tudo isso não passa de MITOS.

Em 2004, ganhei do meu marido uma gatinha, digo que ela me escolheu, sabem por quê? Eram dois gatinhos que estavam para ser doados, como a casa que eles moravam estava em reforma, ficou complicado para pegar um, assim meu marido deixou uma caixa de transporte de gatos na casa, com a porta aberta, aí imaginem o que aconteceu, minha gatinha linda entrou. Por isso, digo que ela me escolheu. Batizei minha gatinha com o nome Cléo. Ela é adorável, meiga, companheira, carinhosa, poderia dizer que é uma "gachorra", rsrsrs! Mas na verdade ela é uma gata que mostra realmente que o gato não tem nada de traiçoeiro, falso, individualista e que não se apega às pessoas. Muito pelo contrário. Enfim, quem tem gato, vamos defendê-los, pois eles são maravilhosos. Hoje em dia digo que amo os gatos e os cachorros, sem distinção.

4 comentários:

  1. Bel, você conseguiu clicar a beleza de Cléo.

    ResponderExcluir
  2. Olá,vim fazer uma visitinha a você!
    Conheci seu blog através da Rejane do blog "casa corpo e cia",gostei muito,e já estou te seguindo!
    Quando puder dá uma passadinha lá no meu blog,vou ficar muito feliz com a sua visita!
    bjux da Ju.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Bel, tudo bem? Você está sumida... Parou de escrever no blog?! Beijo, Izabelle.

    ResponderExcluir